RECOMENDAÇÕES OCDE: INTEGRIDADE

maio 05, 2019 0



A OCDE (organização para cooperação e desenvolvimento econômico) é composta por 35 países, tendo por objetivo estabelecer definições, medidas e conceitos para comparação entre esses países, que enfrentam dificuldades e desafios parecidos, notadamente no desenvolvimento de políticas públicas. Pertencer a OCDE é como obter um selo de qualidade de que as medidas adotadas pelo País estão de acordo com o ritmo de desenvolvimento e expectativa mundial, para solucionar determinada demanda, como por exemplo, a corrupção

Neste ponto, a OCDE publicou recentemente recomendações sobre a integridade pública, objetivando conferir uma estratégia contra a corrupção.

Constatou, o que a experiência já vinha indicando, inclusive no Brasil: os investimentos em políticas públicas estão se perdendo, grande parte, no ralo da corrupção, o que torna indispensável a adoção de estratégias de INTEGRIDADE para combate o fenômeno da CORRUPÇÃO.

Pelo documento da OCDE, os países integrantes devem adotar medidas mais severas para o desenvolvimento da integridade pública.

O Brasil ainda não integra o bloco.

Não se pode esquecer que o dinheiro desviado pela corrupção é justamente o dinheiro que falta investimentos em políticas púbicas como SAÚDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA PÚBLICA, SANEAMENTO, e tantos outros, cuja ausência afetam a dignidade da pessoa humana e por sua vez a própria CIDADANIA.

Então, quais são as suas sugestões sobre INTEGRIDADE PÚBLICA?

Compartilhe aqui no site. Participe. O Brasil precisa de engajamento e práticas de resultado e eficiência.



0 Comentarios "RECOMENDAÇÕES OCDE: INTEGRIDADE"